10 maneiras comprovadas para aprender mais rápido.

A neurociência nos ensinou muito sobre como nossos cérebros processam e mantêm informações.

 

Aprender coisas novas é uma grande parte da vida - devemos sempre nos esforçar para aprender e crescer. Mas isso leva tempo e o tempo é precioso. Então, como você pode aproveitar ao máximo o seu tempo, acelerando o processo de aprendizagem? Graças à neurociência, agora temos uma melhor compreensão de como aprendemos e as formas mais eficazes que nossos cérebros processam e mantêm a informação.

Se você quer começar a expandir seu conhecimento, aqui estão 10 maneiras comprovadas de começar a aprender mais rapidamente ainda hoje.

  1. Faça anotações com caneta e papel.

Embora possa parecer que digitar suas anotações em um laptop durante uma conferência ou palestra seja mais detalhado, ajudando você a aprender mais rápido, isso não funciona dessa maneira. Para acelerar o seu aprendizado, esqueça o laptop e faça anotações à moda antiga, com caneta e papel. A pesquisa mostrou que aqueles que digitam suas anotações processam e retêm as informações em um nível inferior. Aqueles que tomam notas à mão realmente aprendem mais.

Enquanto tomar notas à mão é mais lento e mais pesado do que digitar, o ato de escrever a informação estimula a compreensão e a retenção. O reenquadramento das informações com suas próprias palavras ajuda a reter as informações por mais tempo, o que significa que você terá uma recordação melhor e terá um desempenho melhor nos testes.

  1. Ter habilidades de anotações eficazes.

Quanto melhores suas notas, mais rápido você aprenderá. Saber como fazer anotações completas e precisas ajudará você a se lembrar de conceitos, obter uma compreensão mais profunda do tópico e desenvolver habilidades de aprendizado significativas. Portanto, antes de aprender um novo tópico, certifique-se de aprender estratégias diferentes para anotações, como o Método Cornell, que ajuda a organizar anotações de aula em resumos facilmente digeríveis.

Qualquer método que você use, algumas dicas básicas para anotações incluem:

Ouça e faça anotações com suas próprias palavras.

Deixe espaços e linhas entre as ideias principais para poder revisitá-las mais tarde e adicionar informações.

Desenvolva um sistema consistente de abreviações e símbolos para economizar tempo.

Escreva frases, não frases completas.

Aprenda a extrair informações importantes e ignore informações triviais.

  1. Prática distribuída.

Esse método envolve a distribuição de várias práticas (ou sessões de estudo) sobre um tópico durante um período de tempo. O uso de sessões de estudo curtas e espaçadas incentivará a aprendizagem significativa, em oposição a longas sessões de “extensivas”, que promovem a aprendizagem por memorização. O primeiro passo é fazer anotações completas enquanto o assunto está sendo discutido. Depois, reserve alguns minutos para examinar suas anotações, fazendo acréscimos ou alterações para adicionar detalhes e garantir a precisão.

Faça isso rapidamente, uma ou duas vezes após cada aula ou período de instrução. Com o tempo, você pode começar a espalhar as sessões, começando uma vez por dia e, eventualmente, mudando para três vezes por semana. Dividir a prática por um longo período de tempo é altamente eficaz, porque é mais fácil fazer pequenas sessões de estudo e você fica motivado para continuar aprendendo.

  1. Estudar, dormir, estudar mais.

Você tem um grande projeto ou uma grande apresentação amanhã e você não está preparado. Se você é como muitos de nós e fica acordado até tarde tentando estudante extensivamente. Certamente seu trabalho será recompensado, mesmo se você estiver exausto no dia seguinte ... certo? No entanto, essa não é a maneira mais eficiente para nossos cérebros processarem informações.

A pesquisa mostra uma forte conexão entre o sono e a aprendizagem. Parece que ficar um pouco de olho fechado é um elemento importante para reforçar como nossos cérebros se lembram de algo. O sono profundo (sono não-rápido-ocular) pode fortalecer as memórias se o sono ocorrer dentro de 12 horas após o aprendizado da nova informação. E os alunos que estudam e dormem bastante não só apresentam um desempenho acadêmico melhor; eles também são mais felizes.

  1. Modifique sua prática.

Se você está aprendendo uma habilidade, não faça a mesma coisa repetidamente. Fazer pequenas mudanças durante as sessões de prática repetidas irá ajudá-lo a dominar uma habilidade mais rapidamente do que fazê-lo da mesma maneira todas as vezes. Em um estudo de pessoas que aprenderam uma habilidade motora baseada em computador, aqueles que aprenderam uma habilidade e então fizeram uma sessão de prática modificada, onde praticaram a habilidade de um modo ligeiramente diferente, tiveram um desempenho melhor do que aqueles que repetiram a tarefa original repetidas vezes.

Isso só funciona se as modificações forem pequenas - fazer grandes mudanças na forma como a habilidade é executada não ajudará. Por exemplo, se você estiver praticando um novo balanço de golfe ou aperfeiçoando seu jogo de tênis, tente ajustar o tamanho ou o peso de seu taco ou raquete.

  1. Tente um dispositivo mnemônico.

Uma das melhores maneiras de memorizar uma grande quantidade de informações rapidamente é usar um dispositivo mnemônico: um padrão de letras, sons ou outras associações que ajudam a aprender alguma coisa. Um dos dispositivos mnemônicos mais populares é aquele que aprendemos no jardim de infância - a música do alfabeto. Essa música ajuda as crianças a lembrar de seus "ABCs", e permanece profundamente arraigada em nossa memória como adultos. Outro exemplo é "m antes de p ou b" para nos ajudar a lembrar de uma regra gramatical.

Os mnemônicos ajudam a simplificar, resumir e compactar informações para facilitar o aprendizado. Pode ser muito útil para estudantes na escola de medicina ou na faculdade de direito, ou pessoas que estudam um novo idioma. Portanto, se você precisar memorizar e armazenar grandes quantidades de novas informações,experimente um mnemônico e você se lembrará das informações quando já tiver passado muito tempo.

  1. Aproveite o esgotamento mental para restaurar o foco.

A sobrecarga de informação é uma coisa real. Para aprender algo novo, nossos cérebros devem enviar sinais para nossos receptores sensoriais para salvar as novas informações, mas o estresse e a sobrecarga impedem que o cérebro processe e armazene efetivamente as informações.

Quando estamos confusos, ansiosos ou nos sentindo sobrecarregados, nossos cérebros efetivamente se desligam. Você pode ver isso acontecer quando os alunos ouvem palestras longas e detalhadas, "viajam na maionese" e param de prestar atenção ao que está sendo dito.

  1. Mantenha-se hidratado.

Sabemos que devemos beber água porque é bom para nós - é bom para a nossa pele e para o nosso sistema imunitário e mantém o nosso corpo a funcionar de forma ideal. Mas manter-se hidratado também é fundamental para nossas habilidades cognitivas. Beber água pode realmente nos tornar mais inteligentes. De acordo com um estudo, os estudantes que levaram água com eles para uma sala de provas tiveram um desempenho melhor do que aqueles que não tomaram.

A desidratação, por outro lado, pode afetar seriamente nossa função mental. Quando você não consegue beber água, seu cérebro tem que trabalhar mais do que o habitual.

  1. Aprenda informações de várias maneiras.

Quando você usa várias maneiras de aprender algo, usa mais regiões do cérebro para armazenar informações sobre esse assunto. Isso torna essa informação mais interconectada e incorporada ao seu cérebro. Ele basicamente cria uma redundância de conhecimento em sua mente, ajudando você a realmente aprender as informações e não apenas a memorizá-las.

Você pode fazer isso usando diferentes mídias para estimular diferentes partes do cérebro, como ler anotações, ler o livro, assistir a um vídeo e ouvir um podcast ou arquivo de áudio sobre o assunto. Quanto mais recursos você usar, mais rápido você aprenderá.

  1. Conecte o que você aprende com algo que você sabe.

Quanto mais você puder relacionar novos conceitos a ideias que já tenha entendido, mais rápido você aprenderá as novas informações. De acordo com o livro Make it stick, muitos hábitos comuns de estudo são contraproducentes. Eles podem criar uma ilusão de domínio, mas a informação rapidamente desaparece de nossas mentes.

A memória desempenha um papel central em nossa capacidade de realizar tarefas cognitivas complexas, como aplicar conhecimento a problemas que não encontramos antes e extrair inferências de fatos já conhecidos. Ao encontrar maneiras de inserir novas informações com conhecimento preexistente, você encontrará camadas adicionais de significado no novo material. Isso ajudará você fundamentalmente a entender melhor e poderá recuperá-lo com mais precisão.

Elon Musk, fundador da Tesla e SpaceX, usa esse método. Ele disse que vê o conhecimento como uma “árvore semântica”. Ao aprender coisas novas, seu conselho é “ter certeza de que compreende os princípios, ou seja, o tronco e grandes ramos, antes de entrar nas folhas / detalhes. ”Quando você conecta o novo ao antigo, você se dá“ ganchos ”mentais para pendurar o novo conhecimento.

Fonte:Entrepreneur.

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos