Pessoas que tem pesadelos frequentes são mais criativas

As pessoas que experimentam pesadelos frequentes são mais criativas?

 

Você conhece a semelhança entre Frankenstein, Dr. Jekyll e Mr. Hyde, e provavelmente até mesmo Drácula? Uma verdade menos conhecida por trás desses clássicos popularmente amados, além do fato de todos serem de terror, é que eles eram o resultado dos pesadelos grotescos de seus escritores.

Isso nos leva à próxima pergunta óbvia: as pessoas que têm  pesadelos são mais criativas? Se a pesquisa é alguma coisa, a resposta é um firme "sim". Embora a criatividade não seja um resultado direto de pesadelos, os especialistas sugerem que seus pesadelos podem fazer você pensar de uma maneira mais vívida e mais imaginativa. Mas para entender como os pesadelos influenciam a criatividade, primeiro precisamos entender o que exatamente é um pesadelo.

 

O QUE É CONSIDERADO UM PESADELO?

 

peasdelo2

 

Isso pode parecer a pergunta mais óbvia e mais objetiva, mas o que a maioria de nós considera serem pesadelos são, na verdade, terrores noturnos. Você deve ter notado que, quando criança, vivenciava muitos pesadelos, dos quais não se lembrava no dia seguinte. Se você perguntasse a seus pais sobre esses pesadelos, eles diriam que muitas vezes você gritava, chorava e não conseguia acordar do sonho. Este não é realmente um pesadelo, mas um terror noturno.

Comumente afetando crianças, terrores noturnos não são sonhos ruins. Eles podem ser descritos como ataques de pânico durante o sono, resultantes de uma mudança no padrão de sono, horário de sono ou distúrbio do sono. Isso, no entanto, não é o pesadelo de que estamos falando. Pesadelos reais são episódios aterrorizantes que geralmente são seguidos por uma forte reação emocional que pode durar de alguns minutos a várias semanas ou meses. Como você geralmente acorda de um pesadelo, a lembrança do sonho é alta.

 

O Link entre pesadelos e criatividade

 

pesadelo3

 

Nós sabemos o que você está pensando. Todo mundo tem pesadelos (e não terrores noturnos), onde eles estão sendo perseguidos por dragões aterrorizantes, caindo em um abismo sem fim, ou testemunhando seu melhor amigo se transformar em um monstro faminto de sangue. Então, o que distingue os pesadelos das pessoas criativas?

Além da vivacidade, acredita-se que a freqüência de pesadelos também estimula a criatividade. Embora a maioria de nós tenha sonhos ruins regularmente, pesadelos reais são poucos e distantes. Surpreendentemente, os pesquisadores estimam que 85% da população experimenta apenas um ou dois pesadelos por ano!

Se você está tendo mais pesadelos do que a média de Joe, sua criatividade pode ser influenciada por ele. Como? Vamos descobrir.

 

Como os pesadelos aumentas a criatividade?

 

pesadelo4

 

Quando você continua tendo pesadelos regularmente, você tende a extrair ideias criativas ou artísticas deles. Um estudo observa que 20 a 28% dos estudantes relataram que seus sonhos (não limitados a pesadelos) deram a eles novos insights e impactaram sua criatividade na vida cotidiana. Então, como os pesadelos alimentam a criatividade mais do que os sonhos normais?

 

Alta Taxa de Recordação

 

Quando se trata de pesadelos, parece lógico que a taxa de recuperação seja alta, já que você geralmente acorda bem no meio do sonho. Além disso, os pesadelos tendem a assombrá-lo e permanecer na sua memória por um longo tempo, levando-o a derrubá-lo de alguma maneira. Voltando ao exemplo de Frankenstein, um diário de Mary Shelly descreve a natureza assombrosa de seu pesadelo e como isso a levou a escrever o livro.

Ela diz: “Quando coloquei minha cabeça no travesseiro, não dormi, nem poderia eu pensar. Minha imaginação, espontaneamente, me possuiu e me guiou, presenteando as imagens sucessivas que surgiram em minha mente com uma nitidez muito além dos limites costumeiros do devaneio ”, dando-nos uma idéia da intensidade com que seu pesadelo a incomodava.

A alta taxa de recardação de pesadelos dá uma qualidade de sonho à sua vida desperta, forçando você a pensar de uma maneira inovadora e criativa.

 

Pensamento fora do comum

 

Um estudo canadense revela que pessoas que experimentaram pesadelos regulares (até 2 por semana) exibem um padrão incomum de pensamento. Os participantes foram solicitados a formar uma associação de palavras para palavras “emocionalmente carregadas” como felicidade ou raiva. Aqueles que experimentaram pesadelos frequentes associaram a raiva ao “vermelho”, enquanto aqueles que não experimentaram pesadelos associaram a raiva com seus sinônimos previsíveis como “louco” ou “raiva”. Isso sugere que as pessoas que têm pesadelos regulares possuem um processo de pensamento fora do comum e criativo.

 

Empatia

 

Em geral, entende-se que existe uma correlação positiva entre criatividade artística e empatia, embora não esteja claro como elas se influenciam mutuamente. E sofredores de pesadelo, de acordo com um estudo de 2013 são mais empáticos. Eles tendem a mostrar “comportamentos espelhados” e são mais sensíveis ao ambiente e às pessoas. Isso pode significar que um alto nível de empatia em quem sofre de pesadelo tem um papel a desempenhar no aumento de sua criatividade.

Então, se você tiver pesadelos freqüentes e for assombrado por eles quando estiver acordado, expresse seu terror por meio de uma forma de arte, seja escrevendo ou pintando. Por tudo que você sabe, o próximo Frankenstein poderia literalmente ser as coisas dos seus sonhos (err, seus pesadelos)!

 

 

Fonte: Cure Joy

 

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos