Cães podem ser mais racionais que humanos

No Liberty Science Center Genius Gala de 2018, Laurie Santos, uma das homenageadas da noite, realizou uma experiência no palco. Ela mostrou ao público uma caixa com uma alça cilíndrica que se projetava do seu lado. Ela primeiro sacudiu a alça algumas vezes e depois abriu a parte superior da caixa. Ela então repetiu o processo.

Santos disse que se ela pedisse a um humano para abrir a caixa, o humano faria exatamente a mesma coisa: tentar balançar o cabo primeiro antes de tentar abrir o topo. Mas em vez de perguntar a um humano, Santos convidou um cachorro para o palco para tentar abrir a caixa, que continha uma recompensa na forma de um petisco canino. Santos mostrou ao cachorro, assim como fez aos humanos, como abrir a caixa: sacudir a alça e abrir o topo. O cachorro observava atentamente, mas, quando chegou a hora de reivindicar seu prazer, ele fungou e, ignorando a alça, abriu a tampa com o nariz. Acontece que a alça não estava conectada a nada na caixa e não tinha nada a ver com a abertura dela.

Os cães são "muito bons em aprender conosco, mas podem, de formas engraçadas, ser melhores em aprender conosco do que em nós mesmos", disse Santos, psicóloga cognitiva da Universidade de Yale, à Live Science. Eles são "menos irracionais em seguir nosso comportamento do que os humanos".

Os humanos, por outro lado, podem ser vítimas de um fenômeno chamado "sobre-imitação", disse Santos. "Às vezes nós imitamos demais; somos tão propensos a confiar nos outros que copiamos as coisas que os vemos fazendo, mesmo quando essas coisas que outras pessoas estão fazendo podem não ser tão inteligentes", disse Santos.

Se ela está ensinando os macacos a usar dinheiro ou ensinando seu curso extremamente popular em Yale sobre como ser feliz, Santos está mergulhando profundamente na cognição animal - incluindo humanos. "Desenvolvemos essa cognição que pode nos permitir fazer essas coisas incríveis", como criar culturas e desenvolver tecnologias, disse Santos. "Mas não somos perfeitos; quando você realmente olha para o nosso comportamento, temos essas tendências arraigadas que podem nos levar a extraviar o tempo todo - acho que isso pode ser humilhante".

Originalmente publicado na Live Science

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos