13 hábitos ligados a uma longa vida

Muitas pessoas pensam que a expectativa de vida é em grande parte determinada pela genética.

 

No entanto, os genes desempenham um papel muito menor do que se acreditava originalmente. Acontece que fatores ambientais como dieta e estilo de vida são fundamentais.

 

Aqui estão 13 hábitos ligados a uma vida longa.

 

 

  1. Evite comer demais

A ligação entre ingestão de calorias e longevidade gera atualmente muito interesse.

 

Estudos em animais sugerem que uma redução de 10 a 50% na ingestão normal de calorias pode aumentar a expectativa de vida máxima.

 

  1. Coma mais nozes

Nozes são potências nutricionais.

 

Elas são ricos em proteínas, fibras, antioxidantes e compostos vegetais benéficos. Além disso, elas são uma grande fonte de várias vitaminas e minerais, como cobre, magnésio, potássio, ácido fólico, niacina e vitaminas B6 e E.

 

  1. Experimente açafrão

Quando se trata de estratégias anti-envelhecimento, a cúrcuma é uma ótima opção. Isso porque esse tempero contém um potente composto bioativo chamado curcumina.

 

  1. Coma muitos alimentos vegetais saudáveis

O consumo de uma grande variedade de alimentos vegetais, como frutas, verduras, nozes, sementes, cereais integrais e feijões, pode diminuir o risco de doenças e promover a longevidade.

 

  1. Mantenha-se fisicamente ativo

Não é surpresa que ficar fisicamente ativo possa mantê-lo saudável e acrescentar anos à sua vida.

 

Apenas 15 minutos de exercício por dia podem ajudá-lo a obter benefícios, que podem incluir mais 3 anos de vida.

 

Além disso, o risco de morte prematura pode diminuir em 4% para cada 15 minutos adicionais de atividade física diária.

 

Uma revisão recente observou um risco 22% menor de morte prematura em indivíduos que se exercitaram - apesar de trabalharem menos do que os recomendados 150 minutos por semana.

 

As pessoas que acertaram a recomendação de 150 minutos foram 28% menos propensas a morrer cedo. Além disso, esse número foi de 35% para aqueles que se exercitaram além dessa orientação.

 

Finalmente, algumas pesquisas ligam a atividade vigorosa a uma redução de 5% no risco em comparação com atividades de baixa ou moderada intensidade.

  1. Não fume

O fumo está fortemente ligado à doença e à morte prematura.

 

No geral, as pessoas que fumam podem perder até 10 anos de vida e ter 3 vezes mais chances de morrer prematuramente do que aquelas que nunca pegaram um cigarro.

 

Tenha em mente que nunca é tarde demais para desistir.

 

  1. Moderar sua ingestão de álcool

O consumo excessivo de álcool está ligado a doenças no fígado, coração e pâncreas, assim como um risco geral aumentado de morte prematura.

 

No entanto, o consumo moderado está associado a uma probabilidade reduzida de várias doenças, bem como a uma redução de 17 a 18% no risco de morte prematura.

É importante notar que nenhuma pesquisa forte indica que os benefícios do consumo moderado são maiores que os da abstenção do álcool.

 

Em outras palavras, não há necessidade de começar a beber se você não costuma consumir álcool.

 

  1. Priorize sua felicidade

Sentir-se feliz pode aumentar significativamente sua longevidade.

 

De fato, os indivíduos mais felizes tiveram uma redução de 3,7% na morte prematura durante um período de estudo de 5 anos.

 

  1. Evite estresse crônico e ansiedade

Ansiedade e estresse podem diminuir significativamente sua expectativa de vida.

 

Por exemplo, as mulheres que sofrem de estresse ou ansiedade são declaradamente duas vezes mais propensas a morrer de doenças cardíacas, derrame ou câncer de pulmão.

 

  1. Alimente seu círculo social

Pesquisadores relatam que a manutenção de redes sociais saudáveis ​​pode ajudá-lo a viver até 50%.

 

De fato, ter apenas 3 laços sociais pode diminuir seu risco de morte prematura em mais de 200%.

 

  1. Seja mais consciente

Consciência refere-se à capacidade de uma pessoa ser autodisciplinada, organizada, eficiente e orientada para objetivos.

 

Com base em dados de um estudo que acompanhou 1.500 meninos e meninas até a velhice, as crianças que foram consideradas persistentes, organizadas e disciplinadas viveram 11% mais do que suas contrapartes menos conscientes.

 

  1. Beba café ou chá

Tanto o café quanto o chá estão ligados a um risco menor de doença crônica.

 

Por exemplo, os polifenóis e catequinas encontrados no chá verde podem diminuir o risco de câncer, diabetes e doenças cardíacas.

 

Da mesma forma, o café está ligado a um risco menor de diabetes tipo 2, doenças cardíacas e certos tipos de câncer e doenças cerebrais, como Alzheimer e Parkinson.

 

Além disso, bebedores de chá e café se beneficiam de um risco 20 a 30% menor de morte prematura em comparação com os que não bebem.

 

  1. Desenvolva um bom padrão de sono

O sono é crucial para regular a função celular e ajudar seu corpo a se curar.

 

Um estudo recente relata que a longevidade está provavelmente ligada a padrões regulares de sono, como ir dormir e acordar na mesma hora todos os dias.

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos