A atividade física pode melhorar o desempenho acadêmico de seu filho

Muitas pessoas subestimam a importância da atividade física no bem estar de uma criança. Segundo os estudos, os estudantes que praticam atividade física regular têm um melhor desempenho acadêmico. Os benefícios do exercício geralmente incluem melhor atenção, retenção de memória, desempenho em testes acadêmicos padronizados, habilidades para resolver problemas, tempo de reação aprimorado, pensamento criativo e muito mais. E isso se aplica também aos estudantes universitários.

 

Se você acha que o desempenho acadêmico do seu filho é baseado exclusivamente no número de horas que você estuda, está muito errado. O desempenho acadêmico e as boas notas são resultado de vários fatores - desde o intelecto da criança até o ambiente em que estão inseridos. E um dos principais fatores de influência, principalmente ignorados, é a saúde física.

A atividade física e a saúde podem realmente aumentar a capacidade de aprendizagem de uma pessoa. De acordo com a Academia Nacional de Medicina, o exercício pode melhorar significativamente as habilidades cognitivas, a saúde e o desempenho acadêmico de uma criança.

Fatores que afetam o desempenho acadêmico de uma criança

Além do nível de QI, fatores psicológicos, sociais, econômicos, pessoais e ambientais desempenham um papel na educação. Os efeitos desses fatores variam de pessoa para pessoa e até de país para país! Alguns desses elementos são:

 - Apego acadêmico e escolar

 - Apoio ao professor e estilo de ensino

 - Virtudes dos colegas

 - Saúde mental

 - Ambiente de classe

 - Diferença de gênero

 - História da Família

 - Envolvimento parental

 - Fatores Socioeconômicos

Como o exercício afeta o desempenho acadêmico?

Estudos mostram que crianças que praticam exercício físico adequado e são ativas todos os dias tendem a apresentar as seguintes características quando comparadas a crianças menos ativas:

 - Atenção mais focada

 - Melhor retenção de memória

 - Melhor função cardiovascular

 - Melhor aptidão

 - Melhor função metabólica

 - Melhoria da saúde óssea

 - Melhores habilidades para resolver problemas

 - Melhor desempenho em testes acadêmicos padronizados

 - Melhoria imediata e de longo prazo no desempenho acadêmico

 - Melhor tempo de reação e pensamento criativo

 - Aumento do humor positivo

Efeito do exercício no cérebro

De acordo com um estudo da University of British Columbia, o exercício aeróbico regular aumenta o funcionamento do hipocampo, a área do cérebro envolvida na aprendizagem e na memória verbal. Outras formas de exercício como exercícios de equilíbrio, exercícios de tonificação muscular e treinamento de resistência não tem o mesmo resultado no cérebro. Até mesmo o córtex pré-frontal e o córtex temporal medial - partes do cérebro que controlam o pensamento e a memória - mostraram-se mais saudáveis naqueles que se exercitavam regularmente do que no cérebro daqueles que não se exercitavam.

O efeito do exercício na memória e no pensamento é direto e indireto.

 - Diretamente, o exercício regular dá a capacidade de reduzir a inflamação, reduzir a resistência à insulina e estimular a liberação de fatores de crescimento. Esses fatores de crescimento são substâncias químicas no cérebro que afetam o crescimento de novos vasos sanguíneos, a saúde das células cerebrais, bem como a sobrevivência de novas células cerebrais.

 - Indiretamente, fazer exercícios suficientes melhora a qualidade do sono e o humor. Também reduzirá o estresse e a ansiedade.

Quanto exercício os estudantes devem obter?

Acredita-se que os benefícios do exercício durante o dia escolar excedam os benefícios advindos do aumento do tempo de aula. Além disso, os maiores benefícios cognitivos da educação física foram observados quando a educação física era dada na primeira metade do dia ou no meio do dia, e não no final do dia.

Crianças com idade entre 6 e 17 anos devem ter no mínimo 60 minutos de atividade física aeróbia diária e adultos com idade entre 18 e 64 anos devem ter no mínimo 30 minutos de atividade física diariamente.

Para que as crianças possam progredir, as escolas devem promover etapas como recreio, aulas de educação física, intervalos para aulas, esportes após as aulas e andar de bicicleta até a escola. A atividade física não deve ser vista como uma opção dispensável, mas como uma preocupação educacional central.

Os universitários se beneficiam do exercício?

Os benefícios do exercício em termos de desempenho acadêmico também se aplicam aos estudantes universitários. A educação física não faz parte da maioria das universidades dos EUA, mas um número crescente de faculdades em todo o mundo a está introduzindo no currículo para tornar os jovens mais ativos.

De acordo com um estudo recente no estado da Carolina do Norte, apenas uma hora de exercício por semana pode trazer grandes mudanças. O estudo envolveu a observação de hábitos de 21.000 estudantes universitários. Eles descobriram que uma hora de exercício por semana elevou o total do GPA em 0,06 pontos. Nos alunos que não se exercitavam e começaram a se exercitar por 3 horas por semana, o GPA foi aumentado em 0,18.

O exercício regular é uma parte vital da manutenção de um corpo saudável. Um corpo saudável, por sua vez, manterá suas capacidades mentais fortes e seu maior potencial de excelência acadêmica poderá ser alcançado.

 

Fonte: Cure Joy

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos