O Jardim (UMA BOA ESTRATÉGIA...)

John, um homem idoso, vivia sozinho em Minnesota.

Ele queria plantar flores em seu jardim, mas teria antes que “revirar” a terra, e isso era um trabalho muito pesado para aquele homem. Seu único filho, que sempre o ajudava nesta tarefa, infelizmente estava na prisão.

John, resolveu então escrever o seguinte bilhete ao seu filho:

– Querido Filho, te confesso que estou triste, pois não vou poder plantar meu jardim este ano. Você sabe o quanto isso é importante para mim, porque sua mãe sempre adorou flores e esta é a época certa para o plantio. Estou velho demais para cavar a terra. Se você estivesse aqui, certamente me ajudaria como sempre o fez, mas infelizmente não vou poder contar com você este ano. Nunca se esqueça que eu te amo! Seu Pai.

Pouco dias depois, o pai recebeu um telegrama do filho:

– Pai, pelo amor de Deus, não escave o jardim! Foi justamente lá que eu escondi os corpos!

Como todas as correspondências são monitoradas na prisão, antes do amanhecer do dia seguinte, um monte de agentes do FBI e policiais apareceram na casa de John, e começaram a cavar o jardim inteiro, mas não encontraram qualquer corpo.

Confuso, John escreveu uma nova carta para o filho contando o acontecido.

E o filho então enviou um novo telegrama que dizia:

– Amado pai, pode plantar seu jardim agora. Isso é o máximo que eu posso fazer no momento.
 
Não basta tomar decisões, é preciso que elas sejam criativas e inovadoras.
 
A única certeza que temos atualmente é que tudo muda o tempo todo, e o que determinará o sucesso de pessoas e organizações é a forma com que reagem a essas mudanças. Nossa atitude frente às mudanças é que determinará o resultado das nossas ações.

Sempre há uma saída, mas para encontrá-la é preciso conhecer como as coisas funcionam, seja na vida pessoal ou profissional. Quando conhecemos as alternativas sobre nós mesmos, nossos concorrentes e o mercado, estaremos mais próximos de decisões produtivas e criativas.

Nenhum mercado está totalmente pronto; é preciso inventar não só produtos e serviços, mas também um novo mercado para eles. Criar necessidades é a grande saída para gerar oportunidades.

Lembre-se, ter problemas na vida é inevitável, mas deixar-se derrotar por eles é opcional.
 
 
Fonte: Blog do Fabossi
Colaboração de Luciano Giarrochi e Felipe Fabossi

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos