Fotografias raras que mudaram vidas

Vinte e quatro fotografias do arquivo Lewis Hine foram leiloadas em Nova York. Os retratos raros foram da coleção do tardio fotógrafo Isador Sy Seidman.

O sociologista americano Hine foi um dos fotógrafos documentais mais importantes do século 20. Por conta da falta de noção de fotojornalismo e documentário da época, Hine nomeou seus projetos de “histórias de fotos”, usando imagens e palavras para lutar pelas causas nas quais ele acreditava.

As impressões abrangem a carreira de Hine e muitas são do seus projetos mais famosos, centralizado nos pobres e menos favorecidos de Carolinas, Nova York e Pittsburgh.

 

f1

Mecanico em Steam Pump na Eletric Power House, por volta de 1921. A rara impressão desta fotografia foi vendida por aproximadamente $80,000.

 

f2Dia quente na Zona Leste, Nova York, 1908.

 

f3

Mãe e filha, Ellis Island, 1907.

 

Hine dedicou anos aos seus muitos projetos, criando fotografias que retratavam seus tópicos com dignidade e compaixão. Em 1904, ele começou a documentar  os imigrantes chegando em Ellis Island.

Seu objetivo era dar um rosto humanizado para as recém chegadas famílias, que eram temidas pelos Nova Iorquinos.

Após pedir permissão aos seus tópicos, Hine montava sua maquina e ligava o flash, que disparava com um explosão barulhenta, produzindo grande quantidade de fumaça.

 

f4

Família italiana no quarto de bagagens, Ellis Island, 1905.

 

f5

Meio dia no Distrito da Fábrica na Zona Leste, 1912.

 

f6

Imigrante eslava em Ellis Island, 1907.

 

Hine era comissionado por agencias sociais de bem-estar, publicações progressivas e corporações para criar histórias visuais. Algumas das suas imagens mais conhecidas são de trabalhadores na construção do Empire State Building.

Quando ele virou fotografo para a National Child Labour Committee em 1908, ele se equipou para capturar cenas em fábricas, usinas e worlshps que mais tarde seriam usadas como evidencia para acabar com a exploração infantil. Ele era tão odiado pelos donos de fábricas e usinas contratantes de crianças que frequentemente tinha de ir trabalhar disfarçado, por medo da sua própria segurança. Ele foi ameaçado em inúmeras ocasiões.

Como um resultado de suas fotografias, leis de trabalho infantil nos Estados Unidos foram modificadas radicalmente.  Além disso, as fotografias resultaram em um impressionante registro documental das condições de trabalhadores comuns e imigrantes do inicio do século 20.

 

f7

Trabalhador em conector, Empire State Building, 1930-31.

 

f8

Uma das muitas jovens trabalhando em fábricas de algodão em Carolina, 1908.

 

f9

Flores artificiais, Nova York, 1912.

 

f10

Pensilvânia, quebradores de cavão, [Breaker Boys], 1912.

 

 

Fonte: BBC NEWS

Comentários (0)

There are no comments posted here yet

Deixar seu comentário

  1. Posting comment as a guest. Sign up or login to your account.
Anexos (0 / 3)
Share Your Location

Mais Lidos

Mobile Main Menu